sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

A nova estela com escrita do Sudoeste, proveniente da Herdade do Monte Gordo (Almodôvar)

Foi apresentada por Amílcar Guerra, Rui Cortes, Pedro Barros e Samuel Melro no V EASP a mais recente descoberta da epigrafia da Escrita do Sudoeste.

O achado registou-se na Herdade do Monte Gordo, freguesia de Rosário (Almodôvar) e vem enriquecer o já rico repertório proveniente deste concelho, localizando-se em plena planície alentejana (entre o conjunto de Ourique e de Neves/ Corvo), fora da área serrana onde tem ocorrido em maior número.

Encontrava-se reaproveitada como umbreira de um Monte junto da estela pré-histórica do Monte Gordo e numa zona onde devem ter aparecido 8 espetos de bronze (Vasconcellos, 1933:235).


De uma forma geral a estela encontra-se bem conservada, mantendo-se em muito bom estado quase todo o seu campo epigráfico. Nele se inscreveu um texto relativamente extenso, que apresenta algumas particularidades interessantes e que constituirá certamente um contributo relevante para o corpus textual associado a esta manifestação escrita. A leitura das duas linhas do texto, de acordo com Amílcar Guerra, correspondem a


O novo achado epigráfico é igualmente exemplo da frutuosa acção do Museu da Escrita do Sudoeste de Almodôvar (MESA), que para além de dar a conhecer à comunidade este património que lhe pertence, abrindo o caminho a que as populações estejam mais atentas e reconheçam com mais facilidade os bens arqueológicos que observaram nesta unidade museológicae reconheçam com mais facilidade os bens arqueológicos e lhe dêem o seu, reconhecido, valor patrimonial. Deste modo, não se torna surpreendente que se tenha identificado mais um monumento epigrafado, cujo achador – Sr. José Sousa – de imediato entrou em contacto com este Museu, como alias teve ocasião de relatar em recente emissão da RTP1.

Sem comentários:

Enviar um comentário